RECIBOS DE LULA SÃO FALSOS SEGUNDO MPF



MPF inicia investigação sobre recibos apresentados pela defesa de Lula

O Ministério Público Federal abriu uma investigação sobre os recibos de aluguel apresentados pela defesa do ex-presidente Lula.

O apartamento vizinho ao de Lula em São Bernardo do Campo está em nome de Glaucos da Costamarques que, para os procuradores, foi usado como laranja e fez um contrato fictício de locação para esconder que o imóvel pertence a Lula.

A força-tarefa afirma que há elementos que indicam que os vinte e seis recibos entregues pelos advogados de Lula no fim do mês de Setembro foram feitos para dar aparência real à locação simulada do apartamento.

A defesa de Lula declarou que a perícia nos recibos vai demonstrar que eles são idôneos e foram assinados pelo proprietário do imóvel dando quitação aos aluguéis.

O advogado Cristiano Zanin disse que o Ministério Público adota uma tática ilusionista de quem não conseguiu provar que valores dos contratos da Petrobras beneficiaram o ex-presidente.

Comentários