Especial: O PCC como você NUNCA viu. Tudo sobre a facção de Marcola

Especial: O PCC como você NUNCA viu. Tudo sobre a facção de Marcola

Capítulos:
1- Origens - Caradiru (1:00)
2- Poder financeiro (5:06)
3- Poder geográfico (8:43)
4- Hierarquia (11:58)
5- Ataques de 2006 em São Paulo - Poder de Estado (15:55)

Inscreva-se na TV Coiote e continue informado!

Confira outros especiais:
https://www.youtube.com/watch?v=pAUc2Yf-vDg&list=PLbpMqVG0Bsd1p2R0YBa6eQuVJol_BZgo5

História da facção - O PCC surgiu quando? Em que ano o PCC foi fundado?
-PCC surgiu com o massacre do Carandiru.
-O PCC “nasceu” durante uma partida de futebol no presídio.
-O que significa 1533 do PCC? Era chamado no início de Partido do Crime e de 15.3.3, por causa da ordem das letras "P" e "C" no alfabeto.
-Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola – hoje o líder máximo da facção – , e Idemir Carlos Ambrósio, o Sombra, estavam no vestiário e não participaram do “primeiro ato”. Foi Sombra, porém, quem se tornou o primeiro líder do PCC. 
-Ainda no início da facção, o time de criminosos dizia que ela havia sido criada para "combater a opressão dentro do sistema prisional paulista" e também "para vingar a morte dos 111 presos", em 2 de outubro de 1992, no episódio que ficou conhecido como "massacre do Carandiru", quando homens da PM mataram presidiários no pavilhão 9 da extinta Casa de Detenção de São Paulo.

O pode financeiro - Como o PCC ganha dinheiro? PCC vive só do tráfico? De maconha ou cocaína?
-A Facção negocia 40 toneladas de cocaína e movimenta R$ 200 milhões por ano. Ela atua em praticamente todas as vertentes do crime.
-Como o PCC ganha dinheiro? 80% do rendimentos vem do tráfico de drogas.
-Os assaltos a bancos, sequestros, tráfico de armas, rifas vendidas à população carcerária e mensalidade de R$ 600 cobrada de cada um dos mais de 10 mil integrantes do PCC – sendo que 7 mil deles estão presos.
-“Quanto mais droga vendida, mais dinheiro para comprar armas e drogas, que dão retorno com mais dinheiro”.
-O o PCC só cresceu porque os integrantes que exercem funções de chefia recrutam substitutos capazes de dar sequência às atividades criminosas caso algum líder seja preso ou morto. “São como células. Quando uma sai, há outras prontas para assumir”, afirma.
-O PCC mudou muito: “Eles tinham um perfil inicial mais limitado, mais politizado, com um discurso em defesa dos direitos da população carcerária. Com o tempo e com as ações criminosas, o ‘partido’ sofreu mutações até chegar aonde chegou, uma dinâmica como a de uma grande empresa, mas com foco no tráfico, que permite arrecadação contínua.”
-O PCC ainda não está familiarizado com a lavagem de dinheiro por meio de offshores e prefere operar com dinheiro vivo. Para isso, a organização usa casas de câmbio para transferir dinheiro para a compra de drogas na Bolívia e no Paraguai.

O pode geográfico
- Em que estados o PCC está? PCC já saiu do Brasil?
- O PCC chega a todos os Estados e já atua em 6 países da América do Sul.
-No Brasil, a presença do PCC, além de São Paulo, é mais forte em Mato Grosso do Sul e no Paraná por causa da fronteira com os países que têm bandos parceiros da facção.
-Segundo investigações, aos poucos, o grupo está deixando de lado os intermediários e assumindo a compra direta de drogas. Nesse contexto, foi morto o traficante Raffati no Paraguai.

Como funciona a hierarquia do PCC? Marcola é o único mandante do PCC? Marcola ainda é chefe do PCC? Marcola saiu do PCC? Marcola está preso? Quem é o Marcola do PCC?

O Poder de Estado / Ataques de 2006 / Ataques do PCC em 2006
- O que foram os ataques de 2006? 
-O saldo dos ataques daquele mês de maio revela um quadro de violência sem precedentes no Brasil que justifica o pânico em São Paulo. Entre os dias 12 e 21, foram 564 mortos em todo o Estado, entre eles 59 agentes públicos. Muitos dos homicídios com características de execução sumária ainda não foram esclarecidos pela polícia nem punidos pela Justiça. Em um único fim de semana, 94 presídios se rebelaram e incontáveis ônibus foram incendiados por bandidos em diversas cidades paulistas. Tudo sob comando do PCC.

- Como pararam os ataques do PCC em 2006 em São Paulo
- Uma advogada da facção dizia que os ataques só parariam se os bandidos tivessem a certeza de que Marcola estava vivo e bem. O governo cedeu um avião da PM que levou todos até o encontro com o líder. Lá, ele foi convencido a dar a ordem para encerrar os ataques. Um outro detento, conhecido por “LH”, recebeu um celular e, após os bloqueadores serem desligados, passou o recado às ruas.
-A reação aos ataques às forças de segurança do Estado naquele mês de maio também foi imediata. Em dez dias, foram 505 civis mortos - 107 só no domingo, dia 14, o dia do encontro.